Metropolitana FM

Babá do menino Henry Borel dá novo depoimento sobre as agressões do vereador Dr. Jairinho

Após um novo depoimento dado à polícia na segunda-feira (12), a babá do menino Henry Borel, Thayná Ferreira, disse que o garoto era agredido dentro de casa pelo vereador Dr. Jairinho, atualmente preso por suposto envolvimento na morte da criança. No primeiro depoimento, Thayná falou que nunca havia notado nada de diferente na relação do político, de Henry e da mãe do menino, Monique Medeiros.

Segundo o Jornal da Globo, a babá relatou dois episódios de agressões do padrasto contra Henry. Ela também disse às autoridades que a primeira versão de seu depoimento foi combinada com Jairinho e Monique, e a aceitou por medo de ser ameaçada posteriormente.

Ex-esposa de Dr. Jairinho diz que também já foi agredida pelo parlamentar; Apesar de exame afirmar as lesões, o caso foi arquivado

Foto: Reprodução/Redes sociais

Além disso, Thayná disse que Monique foi quem a orientou a apagar as mensagens de celular que haviam trocado um mês antes. As mensagens foram posteriormente recuperadas pela polícia, com ajuda de software. Nelas, as duas conversaram sobre episódios de agressão que aconteciam no apartamento da família, que fica na Barra da Tijuca.

A defesa da babá afirma que Thayná foi orientada a dizer a verdade, de forma ética e legal, e que não há provas de que seus depoimentos foram influenciados.

Dr. Jairinho e Monique Medeiros continuam encarcerados após terem os pedidos de habeas corpus negados. Os dois foram presos temporariamente na quinta-feira passada (8), sob suspeita de homicídio duplamente qualificado de Henry Borel. A prisão se manterá por 30 dias.

Segundo relato dado à Folha de S. Paulo, Monique foi internada na madrugada de segunda, após uma infecção urinária, na cela do Instituto Penal Esmael Sirieiro, em Niterói. A ex-professora teria sido recebida na cadeia a gritos.

Segundo laudo da reprodução da morte de Henry, o menino já estava morto uma hora antes de ser levado para o hospital pelo padrasto e a mãe. O laudo também apontou 23 lesões no corpo da criança de quatro anos.

Leia mais notícias:

Caso Henry: mãe do menino troca de advogado e agora possui defesa diferente de Dr. Jairinho

Caso Henry: Monique Medeiros, mãe de Henry, pode ser julgada por omissão, apontam criminalistas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

BOMBOU!

Você também vai gostar: