Vaticano anuncia Semana Santa com restrição aos fiéis pelo segundo ano consecutivo

Europa vive uma terceira onda de casos, medida foi imposta para evitar aglomerações e consequentemente a disseminação do vírus

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 25 março - 16:40

Nesta quinta-feira (25) o Vaticano anunciou que as celebrações católicas da Semana Santa serão realizadas sem a multidão de fiéis pelo segundo ano consecutivo. A decisão foi tomada com o objetivo de evitar a propagação do coronavírus. 

Diante da lenta produção e imunização das populações, a Europa começou a enfrentar uma terceira onda de contágios e voltaram a adotar medidas restritivas para frear o aumento de casos da doença.

Alemanha volta a registrar grande número de casos de covid-19

Foto: Divulgação/Pixabay

Em nota, a Sala de Imprensa do Vaticano informou que o Papa Francisco vai comandar os rituais dentro dos muros da Cidade-Estado. Antes do vírus as celebrações aconteciam ao redor de monumentos em Roma. 

De acordo com a Santa Fé, um número pequeno de fiéis foi autorizado a comparecer em partes das celebrações. 

No ano passado, a imagem solitária de Francisco, em meio a praça vazia, foi um marco nesse episódio caótico. O líder da igreja católica se referiu a pandemia como “hora mais obscura”. 

LEIA MAIS

Merkel desiste de ampliar restrições na Alemanha durante a Páscoa

Manifestantes contra restrições de combate à pandemia vão às ruas na Alemanha

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você