Variante P1 do coronavírus corresponde a 90% das amostras analisadas em São Paulo

Dos 1.439 sequenciamentos genéticos realizados, 90% das amostras tinham prevalência da P.1.

Por: Bianca Antunes | 28 abril - 15:41

A variante P1 do coronavírus já corresponde por 90% das amostras em São Paulo, segundo estudo divulgado nesta quarta-feira (28) pela Secretaria estadual da Saúde de São Paulo.

As amostras foram analisadas pelo Instituto Adolfo Lutz no estado de São Paulo, em que dos 1.439 sequenciamentos genéticos realizados, 90% das amostras tinham prevalência da P.1.

Foto: Leopoldo Silva/Agência Brasil

O estudo também mostrou que a prevalência dessa variante no estado quadruplicou em apenas três meses, já que em janeiro ela representava 20% dos sequenciamentos. Já em fevereiro, passou a corresponder a 40%, e em março, 80%.

“O aumento dos casos, internações e óbitos que identificamos especialmente no primeiro trimestre deste ano pode estar relacionado à maior circulação desta variante de atenção”, disse Regiane de Paula, coordenadora de Controle de Doenças, por meio de nota.

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você