Vacinas da Pfizer e Moderna são ‘altamente eficazes’ após primeira dose, diz estudo

Os pesquisadores concluíram que o risco de infecção caiu 80% após a aplicação da primeira dose

Por: Bianca Antunes | 29 março - 17:19

Segundo estudo publicado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos nesta segunda-feira (29), as vacinas da Pfizer/BioNTech e Moderna se mostraram “altamente eficazes” no controle da covid-19 logo após a primeira dose.

Os pesquisadores concluíram que o risco de infecção caiu 80% após a aplicação da primeira dose. “Este estudo mostra que nossos esforços para uma vacinação nacional estão funcionando”, disse em nota a diretora do CDC, Rochelle Walensky.

EUA administram 3 milhões de vacinas em dois dias

Foto: Reprodução/Pixabay

A análise também mostrou que a efetividade da vacina chegou a 90% com as duas doses. “Nossas descobertas indicam que as vacinas de mRNA contra a Covid-19 são eficazes na prevenção de infecção pelo Sars-Cov-2, entre os adultos trabalhando em condições do mundo real”.

A pesquisa analisou dados de pacientes não vacinados e viu uma taxa de 1,38 infecções por dia a cada mil pessoas. Já entre os vacinados, 15 dias depois da primeira dose, a taxa ficou em 00,4 infecções por dia a cada mil pessoas.

LEIA TAMBÉM:

Chile adia eleição constituinte por conta da alta de covid-19

Estados unidos suspende comércio com Mianmar após mais mortes violentas em protestos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você