UFMG deve solicitar em maio permissão para iniciar testes de vacina contra covid em humanos

O imunizante 100 nacional produzido em parceria com a Fiocruz foi batizado de Spintec e já é testado em macacos

Por: Caroline Ripani | 28 abril - 12:29

A UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) espera enviar à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) até o final de maio, o pedido para dar início aos testes em humanos de sua vacina contra o novo coronavírus.

O imunizante 100% nacional desenvolvido em parecia com a Fiocruz, foi batizado de de Spintec e já é testado em macacos.

Fotos: Andréa Rêgo Barros/PCR

“Já estamos preenchendo o dossiê necessário. Ele deve ser concluído em 30 dias e, então, será enviado à Anvisa, no mais tardar, no próximo mês”, afirmou Flávio Fonseca, pesquisador do CT-Vacinas da UFMG.

Caso a documentação enviada à Anvisa esteja completa, o órgão regulador tem um prazo legal de 72 horas para decidir se autoriza ou não os testes.

A testagem em humanos faz parte da fase de testes clínicos obrigatórios para uma vacina ter seu uso aprovado no Brasil. Nesta etapa, a partir de estudos com centenas de voluntários, é avaliada a segurança e eficácia do imunizante.

No momento, a UFMG abriga sete pesquisas de possíveis vacinas contra a covid-19, sendo a Spintec a que tem apresentado resultados mais promissores.

LEIA MAIS NOTÍCIAS;

UFMG desenvolve teste rápido que identifica variantes do coronavírus

Fiocruz diz que número de óbitos por covid-19 em jovens continua subindo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você