Turistas descumprem barreiras sanitárias em praias de SP

Guarujá e São Sebastião foram duas da cidades que tiveram denúncias de aglomerações e visitas às praias

Por: Leonardo Fernandes | 28 março - 08:51

Apesar da implementação do lockdown em praias e parques do litoral paulista, turistas continuaram a aglomerar após o decreto do feriado antecipado na grande São Paulo. Denúncias e flagras feitos no Guarujá e em São Sebastião na sexta-feira (26) e no sábado (27) foram dois exemplos do descumprimento das barreiras sanitárias e restrições impostas pelas prefeituras.

No Guarujá, litoral norte, a fiscalização municipal encerrou uma reunião de 60 pessoas na Praia do Éden. Foram encontradas três caixas de som, usadas em volume alto, e as pessoas não respeitaram o distanciamento social no local. Seis veículos foram multados por estacionamento indevido, quase todos com placas de São Paulo. A maioria dos frequentadores eram jovens.

Leia mais: Feriado antecipado em São Paulo: o que pode e não pode

Pessoas atravessam rua entre veículos estacionados

60 pessoas foram flagradas em aglomeração no Guarujá, e seis veículos foram multados. Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

O Guarujá impôs seis barreiras sanitárias na cidade, que irão funcionar até o dia 4 de abril, quando a semana de feriados antecipados em São Paulo termina. Na Baixada Santista, apenas serviços essenciais poderão funcionar durante todo esse período. Apenas pessoas que comprovarem moradia no município poderão adentrar.

Nas últimas 24 horas, cerca de 400 veículos foram impedidos de acessar a cidade.

Turistas derrubaram barreiras sanitárias nas praias de São Sebastião

No caso de São Sebastião, barreiras colocadas nas praias da cidade foram destruídas por turistas entre os dias 26 e 27. Isso ocorreu nas praias de Maresias, Juquehy e Camburi, e os equipamentos haviam sido colocados justamente para conter aglomerações vindas da capital.

As barreiras serão colocadas novamente neste domingo (28), e o prefeito da cidade, Felipe Augusto (PSDB) lamentou o ato de vandalismo. “Fique em casa, não venha para o litoral neste momento. Nós dependemos do turismo, mas nesse momento nós dependemos da saúde. Precisamos evitar um colapso ainda maior”, disse.

São Sebastião chegou a barrar 28 turistas que testaram positivo para Covid-19 na fiscalização das barreiras na cidade.

Leia mais notícias:

Brasil ganha destaque na mídia internacional por piora da pandemia

Governo de SP define escolas como atividades essenciais durante a quarentena

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você