SUS ficará com vacinas que forem achadas pela PF em garagem em BH

Polícia Federal iniciou as buscas no suposto lugar onde empresários teriam recebido o imunizante

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 26 março - 14:02

A Justiça determinou nesta sexta-feira (26) que, caso a Polícia Federal ache as doses de vacinas na garagem de uma empresa de ônibus de Belo Horizonte (MG), os imunizantes devem ser destinados ao SUS (Sistema Único de Saúde). A  garagem foi alvo de uma operação da PF hoje e seria o local onde empresários teriam recebido a vacina contra a covid-19. 

O pedido foi feito pelo MPF (Ministério Público Federal) à 35ª Vara Federal de Belo Horizonte. Caso os imunizantes sejam encontrados serão encaminhados ao Ministério da Saúde para serem distribuídos de acordo com as regras do PNI (Programa Nacional de Imunizações)

Vacina Covid-19

Foto: Governo do Estado da Bahia

Na decisão, a Justiça Federal afirmou que não é possível admitir que “cidadãos se coloquem em posição privilegiada”. Em nota foi dito ainda que “A luta pela vacina é uma luta coletiva. E, nesse cenário caótico, de evidente escassez de oferta da vacina, indícios de burla às regras de preferência na ordem de imunização são inadmissíveis.”

Deputado denuncia empresários acusados de furar fila da vacina em BH

Relembre o caso

Em Minas Gerais, um grupo de políticos e empresários tomou no dia (23), a primeira dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19. De acordo com uma reportagem da revista Piauí, a aplicação das doses teria acontecido em uma garagem de ônibus, na capital mineira.

As duas doses custaram a cada pessoa 600 reais. A produtora da vacina nega que tenha vendido o imunizante “fora do âmbito do programa nacional de imunização”

LEIA MAIS

Pfizer e BioNTech iniciam teste de vacina em crianças menores de 12 anos

Minas Gerais deve permanecer com “onda roxa” até abril

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você