Sputnik V: Comissão do Senado quer informações da Anvisa sobre liberação da vacina

O imunizante já teve uso emergencial aprovado em países como Argentina, Bolívia, Venezuela e Paraguai

Por: Caroline Ripani | 06 abril - 15:35

Nesta terça-feira (6), a comissão do Senado que acompanha as ações de combate à pandemia do governo, aprovou um requerimento de informações direcionado à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), sobre a liberação da vacina russa Sputnik V no país.

O senador Otto Alencar (PSDB-BA), autor do requerimento, ressaltou que o imunizante já teve uso emergencial aprovado em países como Argentina, Bolívia, Venezuela e Paraguai. Além disso, Alencar lembrou que governadores do Consórcio Nordeste já anunciaram a intenção de comprar doses da vacina.

Vacina Sputink V

Foto: Vladimir Gerdo/Agência Brasil

Em 26 de março, a Anvisa recebeu o pedido de uso emergencial do imunizante russo no Brasil. Entretanto, no dia seguinte, a Agência suspendeu os prazos de análise do pedido, alegando que faltavam documentos importantes para o procedimento de verificação.

Ainda nesta terça, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que pretende ligar para o governante russo Vladimir Putin, com o propósito de resolver os impasses que impedem a liberação da Sputnik V pela Anvisa.

Mesmo sem liberação no Brasil, o Ministério da Saúde assinou no começo de março, o contrato para a compra de 10 milhões de doses da vacina russa.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Rússia faz parceria para produzir 200 milhões de doses da Sputnik V

Rússia critica os EUA por pressionar o Brasil contra vacina Sputnik V

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você