SP deve voltar à fase vermelha, por conta de pequena queda nas internações por covid-19

Técnicos do governo estudam reabertura parcial do comércio

Por: Murilo Amaral Feijó | 03 abril - 16:10

Por conta da pequena queda no número de internações por covid-19 desde o último dia 19 de março, o governo de São Paulo estuda a possibilidade de não renovar a fase emergencial, que deve acabar no dia 11 de abril.

Com isso, técnicos da saúde do governo estudam o fim da fase emergencial e o retorno da fase vermelha do Plano São Paulo, que deve permitir a abertura parcial do comércio.

Foto: Hélia Scheppa/SEI

A projeção prevê a extensão da fase vermelha por duas semanas e, depois disso, a adoção da fase laranja, que abriria o comércio.

As projeções do estado e a possibilidade de retorno à fase vermelha se dão por conta da queda na taxa diária de internados com covid-19 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Desde o dia 19 de março, o número de internações vem diminuindo. Segundo João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência da covid-19 de SP, o crescimento, que era de 3%, caiu para 0,7%.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Queiroga diz que evitar lockdown é ‘ordem’ de Bolsonaro, mas população deve colaborar

Megaferiado em São Paulo não melhorou o isolamento social

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você