Servidores da educação são incluídos no grupo prioritário de vacinação

O Ministério da Saúde considera o grupo exposto ao vírus

Por: Larissa Placca | 03 março - 22:03

O Governo Federal informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) ter incluído trabalhadores da área de educação na lista do grupo prioritário de vacinação contra covid-19 no país. O documento foi encaminhado à corte na terça-feira (3).

Escolas em SP funcionarão na fase vermelha

A Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, entende o ambiente de escolas e universidades como potenciais risco de infecção pelo coronavírus.

Foto: Pixabay

“Principalmente no ensino básico, esses profissionais possuem contato com muitos alunos simultaneamente, é de extrema relevância a vacinação dos trabalhadores da educação”, disse a Secretaria em Nota.

A definição dessa inclusão faz parte do detalhamento dos Grupos Prioritários em resposta ao ministro do STF Ricardo Lewandowski, relator da ação movida pela Rede Sustentabilidade.

Entretanto, o Ministério alerta: “A interpretação para priorização desses grupos deve ser cautelosa de maneira a evitar reivindicações inapropriadas de direito à vacina contra a covid-19, em um cenário de escassez do imunobiológico.”

Saiba quem faz parte do grupo prioritário de vacinação:

Segue a seguinte ordem:

  1. Trabalhadores da saúde
  2. Pessoas Institucionalizadas: Idosos e Deficientes
  3. Pessoas Idosas
  4. Povos e comunidades tradicionais
  5. Pessoas com comorbidades
  6. Pessoas com deficiência permanente
  7. Pessoas em situação de rua
  8. População privada de liberdade
  9. Trabalhadores de serviços essenciais

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Governo de São Paulo anuncia fase vermelha no estado

SP inicia vacinação de idosos entre 77 e 79 anos contra COVID-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você