Segundo secretário, isolamento em SP chegou a 65% na semana do ‘feriadão prolongado’

Edson Aparecido, secretário de Saúde de São Paulo, celebrou marca ‘Há muito tempo não alcançávamos’

Por: Marina Correa de Genaro | 02 abril - 15:31

De acordo com o secretário de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, os últimos dois dias da semana com feriados antecipados na cidade de São Paulo tiveram índice de isolamento social acima dos 65%.

Em entrevista à CNN nesta sexta-feira (2), Edson comemorou o número. “Nos últimos dois dias, ultrapassamos mais de 65%. Isso é muito positivo. Há muito tempo que não alcançávamos uma marca como essa. Se ficarmos mais uma semana assim, seguramente teremos reflexos daqui até 15 dias”.

Edson Aparecido

Foto: Divulgação/Twitter

O índice de isolamento informado pelo secretário, é superior ao índice publicado pelo governo estadual. De acordo com dados do governo paulista, no último dia 31 de março, o isolamento na capital ficou em 43%.

Edson Aparecido diz que o cálculo realizado pelo prefeitura é diferente e inclui variáveis como giro de catracas dentro do ônibus, número de notas fiscais emitidas no comércio e número de carros circulando na cidade, e por isso há diferença.

Foi defendido pelo secretário, o calendário do Programa Nacional de Imunização, mas ele cobrou ação para a compra de vacinas e negociações com mais farmacêuticas.

LEIA MAIS:

Em reunião com Bolsonaro, autoridades defendem “graus de isolamento”

RJ: escolas, bares e restaurantes poderão reabrir a partir da próxima semana

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: