Rússia anuncia que Sputnik V tem eficácia de 97,6% contra o coronavírus

Nesta segunda-feira (19) a Anvisa inicia a inspeção nas fábricas onde a vacina russa é produzida

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 19 abril - 13:09

A Rússia anunciou nesta segunda-feira (19) que a vacina contra o coronavírus, Sputnik V, possui eficácia de 97,6% após a aplicação das duas doses. Os dados foram divulgados pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) e pelo Centro de Pesquisa Gamaleya. 

Os números são baseados em uma pesquisa que contou com 3,8 milhões de pessoas. Do total de imunizados entre 5 de dezembro do ano passado a 31 de março de 2021, a taxa de infecção a partir do 35º dia após a primeira dose foi de 0,027%. 

De acordo com informações divulgadas pela Sputnik V, os cálculos ainda serão publicados oficialmente em uma revista médica revisada por pares no mês de maio.

O governo russo afirmou que até agora não foram identificadas nenhum tipo de reação adversa ou alergia forte causada pelo imunizante, e que a segurança, eficácia e ausência de efeitos negativos a longo prazo foram comprovadas após a realização de mais de 200 estudos clínicos.

Até o momento, a vacina russa foi aprovada para o uso em 60 países e ocupa o segundo lugar entre as vacinas contra a covid-19 em todo o mundo em termos de número de aprovações emitidas por reguladores governamentais. Para o presidente do país, Vladimir Putin, o imunizante é “a melhor vacina do mundo”.

Saiba tudo sobre a Sputnik

Autorização da Anvisa para a vacina russa

Na quarta-feira (14) em uma reunião da Diretoria Colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o diretor-presidente, Antônio Barra Torres, afirmou que os protocolos das vacinas Covaxin e da Sputnik V contarão com a “célere atuação da agência”, mas que os documentos ainda precisam ser entregues à fiscalização.   

Torres enfatizou que: “Não há, neste momento, um cronômetro disparado sobre a agência em relação a essas duas vacinas, no sentido de que nossa análise só prosseguirá ou progredirá com o aporte de documentos que nos permitam efetuar a devida análise.”

Anvisa inicia inspeção em fábricas da Sputnik 

Nesta segunda-feira (19), será iniciada a inspeção das fábricas onde são produzidas as doses da vacina Sputnik V contra a covid-19. Cinco inspetores da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já viajaram nesta sexta-feira (16) para a Rússia.

A viagem foi acertada após um telefonema entre Putin e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que abordou a dificuldade que a Anvisa tem encontrado em ter acesso aos documentos necessários para aprovar o imunizante.

A expectativa é que a viagem sirva para verificar as fábricas e conseguir acesso aos dados que faltam para a agência autorizar o uso emergencial da vacina. 

LEIA MAIS

Frente dos Prefeitos negocia 30 milhões de doses da vacina russa, Sputnik V

Índia aprova a vacina russa Sputnik V contra covid-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você