Rio e Niterói fecharão comércios, escolas e serviços não essenciais

As medidas devem começar a valer na sexta-feira (26)

Por: Aline Bueno Silvestre | 22 março - 19:35

Na tarde desta segunda-feira (22), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), e o de Niterói, Axel Grael (PDT) anunciaram que as duas cidades vão adotar novas medidas de restrição para tentar conter o avanço da COVID-19 na região.

Depois do anúncio de 10 dias de feriado feito pelo governo do Rio de Janeiro, o funcionamento vai permitir apenas comércio essencial entre 26 de março e 4 de abril.

Rio de Janeiro e Niterói vão fechar comércios e escolas, mantendo apenas serviços essenciais

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Comércios como bares, lanchonetes e restaurantes poderão funcionar apenas no drive thru ou nas entregas. Lugares como shoppings, escolas, cabeleireiros e quiosques não poderão funcionar.

Depois da cidade de São Paulo adiantar os feriados, o estado do Rio de Janeiro já estava avaliando a antecipação. Porém, Paes chegou a criticar o governador Cláudio Castro (PSC), que avaliou manter em funcionamento bares e restaurantes até as 23h no estado.

Agora, a cidade também participa das medidas restritivas, porém apenas com os comércios essenciais.

LEIA MAIS:

Praias do Rio com novas cenas de desrespeito a restrições neste domingo de sol

Antes de sua saída, Pazuello anuncia redistribuição de oxigênio para estados

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você