Rio de Janeiro tem fim de semana com praias movimentadas após novas flexibilizações

Atividades que não são consideradas essenciais, como restaurantes, bares e cinemas, podem funcionar até às 22h

Por: Marina Correa de Genaro | 24 abril - 14:41

No primeiro fim de semana após as novas flexibilizações, banhistas e turistas movimentaram a cidade do Rio de Janeiro. Na Praia do Pepê, na Barra da Tijuca, diversas pessoas ignoraram a bandeira vermelha e a proibição de permanência na areia.

Neste sábado (24), pessoas foram flagradas sem máscaras caminhando no calçadão. Em Ipanema, banhistas permaneciam na faixa de areia, o que também não é permitido.

Alguns cariocas ainda estão indo para a praia, mesmo após restrições

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Apesar das novas restrições, o banho de sol na areia segue vetado durante os finais de semana.

As novas medidas foram publicadas no Diário Oficial do município nesta sexta-feira (23). Com isso, atividades que não são consideradas essenciais, como restaurantes, cinemas e bares, podem funcionar até às 22 horas, com tolerância de uma hora para encerramento total.

É preciso respeitar o limite de capacidade, locais fechados podem comportar 40% da capacidade e locais com área aberta até 60%.

A partir de hoje (24), também está permitido o estacionamento na orla em todos os dias da semana e feiras e feirantes estão liberados a funcionar, desde que sejam seguidas as regras de distanciamento e protocolos contra a Covid-19.

O decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes (DEM) também autoriza a permanência de pessoas nas areias de praias, em parques e cachoeiras, porém apenas nos dias úteis. Com isso, a praia só estará liberada para a permanência a partir de segunda-feira (26).

Todas as medidas no decreto valem até o dia 3 de maio.

Também segue proibida a permanência em vidas públicas das 23h às 5h. A circulação de ônibus fretados com turistas no município, sem reserva de hospedagem, ou de transporte de funcionários, também não está autorizada.

Segundo o último balanço da Secretaria Municipal de Ordem Pública, divulgado neste sábado (24), em 15 dias de fiscalização foram registradas mais de 22 mil autuações, entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias.

LEIA MAIS

Rio de Janeiro: Niterói suspende aplicação de primeira dose da vacina contra a Covid-19

Bolsonaro culpa ex-presidente da Câmara por atraso no Orçamento 2021: “[Maia] dificultava muito a vida da gente”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você