Queiroga diz que Brasil está negociando compra de vacinas de fabricante chinês

Segundo o ministro, outras negociações estão em andamento, mas só irá divulgá-las quando tiver algo positivo

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 26 abril - 13:05

Nesta segunda-feira (26), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou durante a audiência na comissão que acompanha a pandemia, que o governo federal está negociando a compra de vacinas contra a covid de fabricantes chineses.

“Há também negociações com outros fabricantes de vacina da China que estão sendo encaminhadas e no momento que houver algo conclusivo, eu terei muita satisfação em passar para os senhores”, disse o ministro aos parlamentares, sem dar maiores informações sobre quais são as fabricantes que as negociações estão sendo realizadas. 

Foto: Reprodução/Pixabay

LEIA TAMBÉM

Instituto Butantan analisa resultados da vacinação em massa em Serrana (SP)

A maior parte da campanha de vacinação contra a covid-19 no Brasil está sendo feita com a aplicação da Coronavac, imunizante do laboratório chinês Sinovac, que está sendo envasado no Brasil pelo Instituto Butantan, ligado ao governo do Estado de São Paulo.

Dificuldades com a 2ª dose

Nesta segunda-feira, o ministro da Saúde, afirmou também que alguns estados têm enfrentado dificuldade na aplicação da segunda dose da vacina Coronavac.

Segundo Queiroga, a liberação de todas as doses para a primeira fase de aplicação do imunizante acabou provocando a falta da vacina para a segunda dose em alguns estados.

“Outra questão que tem nos causado preocupação é a segunda dose da Coronavac. Há um mês se liberou para que todas as doses fossem aplicadas em agora, em face do retardo do insumo da China há uma dificuldade com a segunda dose”, afirmou o ministro. 

Vacinação no Brasil

No dia 23 de abril, o Brasil atingiu um novo recorde e aplicou a vacinação contra Covid-19 em 1,7 milhões de pessoas pela primeira vez em 24 horas. 

No total, o país aplicou 1.744.001 doses. O número de brasileiros que receberam pelo menos a primeira dose da vacina soma 28.765.257, o que representa 13,58% da população do país.

LEIA MAIS

Queiroga minimiza críticas de Bolsonaro ao lockdown: ‘se fosse adotado simbolizariam um fracasso das medidas de proteção’

Queiroga afirma que vai retomar divulgação do cronograma de entrega das vacinas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você