Quase o dobro de brancos foram vacinados no Brasil em relação aos negros

Os amarelos são 12%, os indígenas 2%, e outros 27% não tiveram a cor informada

Por: Bianca Antunes | 26 março - 15:08

Segundo microdados do Ministério da Saúde compilados pela Folha de S. Paulo, brancos (38%) representam quase o dobro dos pardos ou pretos (21%) entre os vacinados até agora. No total, os amarelos são 12%, os indígenas 2%, e outros 27% não tiveram a cor informada.

Em números absolutos, foram 3,9 milhões de primeiras doses aplicadas em brancos e 2,2 milhões em negros até segunda-feira (22).

Profissionais da saúde do lado de fora do carro, vacinando idoso

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O primeiro fator que explica essa discrepância é a desigualdade racial na área da saúde, que compõe o maior número de vacinados. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) só 15% dos médicos e 38% dos funcionários da enfermagem se identificavam como pardos ou pretos.

O segundo ponto é a distribuição de idade da população. Pessoas de 80 a 99 são outra parcela que já foi majoritariamente imunizada no Brasil, e os brancos representam seis a cada dez idosos nessa faixa etária. Isso é causado por uma soma de fatores de desigualdade, violência, fome, falta de acesso à educação e à saúde e profissões ou moradias de maior risco.

*Com informações da Folha de S. Paulo

LEIA MAIS:

Variante de Manaus corresponde por mais de 64% dos casos de covid-19 na cidade de São Paulo

Pfizer e BioNTech iniciam teste de vacina em crianças menores de 12 anos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você