Polícia diz que não descarta ouvir Monique Medeiros novamente

A mãe de Henry Borel afirmou que havia sido orientada a mentir no depoimento à Polícia

Por: Bianca Antunes | 27 abril - 16:47

O delegado responsável pela investigação do caso da morte de Henry Borel, Henrique Damasceno, disse à CNN que não descarta a possibilidade de ouvir Monique Medeiros, mãe do menino, novamente.

No entanto, isso depende de laudos que ainda não estão em poder da polícia. Um exemplo é o conteúdo dos celulares do casal, que de acordo com a polícia, teriam sido jogados pela janela em uma tentativa de esconder os aparelhos.

Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, investigada pelo seu assassinato;

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, presa desde o dia 8 de abril sob acusação de acobertar a morte do filho, mudou sua versão dos fatos em uma carta de 29 páginas escrita no hospital penitenciário em que se encontra após contrair covid-19.

Ela havia defendido o namorado anteriormente, mas agora o descreve como ciumento e agressivo, além de ter declarado que foi “orientada a mentir sobre a noite da morte”. Leia a carta na íntegra. 

Seus advogados foram à 16ª DP (Barra da Tijuca), na zona oeste do Rio de Janeiro, para protocolar a carta escrita por ela na prisão. Sua defesa voltou a pedir para a Polícia Civil escutar Monique novamente, que alega ter mentido em seu primeiro depoimento por manipulação de Jairinho.

LEIA TAMBÉM:

Polícia deve finalizar inquérito do caso Henry nesta terça-feira (27)

Início do processo de cassação de Dr. Jairinho será decidido hoje na Câmara dos Vereadores

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você