OMS questiona criação do passaporte para vacinados, e teme por aumento da desigualdade

De acordo com cientista, não há garantia certa de que uma pessoa vacinada não transmita a doença

Por: Leonardo Fernandes | 16 abril - 07:11

A OMS (Organização Mundial da Saúde) fez um alerta a respeito da criação de exigências de vacinação aos viajantes de países da Europa. A Organização diz que tal medida pode aumentar a desigualdade entre países ao redor do globo, levando em conta a falta de doses de vacinas contra a covid em todo mundo. O projeto da União Europeia sugere o estabelecimento de um registro de vacinas para que as pessoas possam cruzar fronteiras.

A proposta gera preocupação ao órgão de saúde, principalmente pelo fato de nem todo mundo viaja apenas por questões de turismo. “As pessoas querem voltar a viajar por necessidade ou negócios, por exemplo, mas temos que olhar do ponto de vista científico de igualdade”, falou a cientista chefe da OMS, Soumya Swaminathan.

Placa da Organização Mundial da Saúde

Foto: Fabrice Coffrini/AFP/Getty Images

A cientista alerta sobre o fato de que não se pode garantir 100% que uma pessoa vacinada não vá transmitir o coronavírus. “Algumas vacinas mostram que podem evitar a disseminação entre 70% ou 80%, mas não dá para garantir que uma pessoa não corra o risco de passar para outros”, falou.

Leia mais: Governo brasileiro tem mantido diálogo com a OMS para garantir doses de vacina, diz Queiroga

Em relação à desigualdade, a OMS frisa que ela poderia se acentuar caso a medida seguisse em frente. “Tal passaporte não pode ser aplicado globalmente agora. Alguns países vacinaram 30% da população, enquanto muitos não conseguiram chegar nos 1%”.

Mike Ryan, diretor de operações da OMS, também fez críticas às ideias da UE. “Queremos que governos tenham o registro das vacinas, mas um passaporte levanta questões éticas”, falou. Para Ryan, a documentação poderia ser usado como critério para garantir acesso a serviços de forma privilegiada.

O Comitê de Emergência da OMS ainda irá se pronunciar sobre o assunto.

*Com informações do UOL

Leia mais notícias:

Variante da Covid-19 encontrada em Manaus está em 52 países, segundo a OMS

Diretor da OMS diz que ‘o mundo inteiro tem visto o sofrimento do Brasil’

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você