Ocupação de hospitais em BH segue alta mesmo com novas UTIs

Rede pública de saúde tem 20 UTIs vagas e rede privada já não tem nenhuma

Por: Maria de Toledo Leite | 25 março - 20:25

Nesta quinta-feira (25), em Belo Horizonte, foram criados mais 25 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva, mas mesmo assim a ocupação dos hospitais da cidade continua alta.

A rede privada é a que enfrenta a situação mais crítica. Nela já não há mais nenhuma disponibilidade para atender os pacientes com Covid-19. Foram criados mais 15 leitos de UTI, mas o índice de ocupação cresceu para de 115,4% para 116,7%, deixando 72 pessoas na fila de espera, enquanto outras 430 estão internadas.

profissionais da saúde carregando maca com paciente

Foto: Marcelo Seabra/Ag. Pará

No Sistema Único de Saúde (SUS), foram criados outros 10 espaços de atendimento aberto, o que surtiu algum efeito na taxa de ocupação, que agora marca 95,9%. No momento, na capital inteira são 20 leitos disponíveis, sendo todos eles da rede pública.

Pandemia em Belo Horizonte:

Nas últimas 24h, a capital registrou 31 mortos e 1496 casos confirmados da doença. Até agora os números totais são de 3086 óbitos e 136929 casos. A ocupação dos leitos em BH está em 89,8%, e 287 quartos de enfermaria estão disponíveis na rede SUS.

Com a criação dos 25 novos leitos, a média geral de ocupação dos na UTI da capital em Belo Horizonte teve uma pequena queda de 0,2%, passando de 105,9% para 105,7%.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Minas Gerais tem pior dia de pandemia, com recorde de casos e mortes em 24 horas

Pela primeira vez, Brasil registra mais de 100 mil casos de covid-19 em 24h

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você