Nova pesquisa afirma que não há relação entre tipo sanguíneo e chances de ter COVID-19

A nova análise foi feita nos Estados Unidos, com mais de 100 mil pessoas e em três estados diferentes

Por: Aline Bueno Silvestre | 17 abril - 19:14

Um estudo feito nos Estados Unidos mostrou que não há relação entre tipos sanguíneos e maior probabilidade de ter COVID-19. Para a análise, foram usadas 100 mil pessoas.

Segundo os resultados, “O tipo sanguíneo não foi associado à suscetibilidade ou gravidade da doença, incluindo positividade viral, hospitalização ou admissão na UTI”, afirmaram os autores do estudo.

Em nova pesquisa, não há relação entre tipo de sangue e casos graves de Covid-19

Foto: Reprodução/Pixabay

No entanto, em junho de 2020, um jornal científico chamado “New England Journal of Medicine” divulgou uma pesquisa em que as pessoas com tipo sanguíneo A poderiam desenvolver formas mais graves da Covid-19, enquanto os do grupo O teriam menos chances. 

Outro estudo chinês, do mês de maio de 2020, sugeriu a mesma análise. No entanto, os dados dos estudos anteriores não são os mesmos da pesquisa de agora. Para os pesquisadores atuais, a diferença nos resultados pode acontecer pelo “tamanhos de amostra menores e a natureza retrospectiva e observacional”.

Fundação Pró-Sangue orienta fazer doação antes da vacinação contra a covid-19 ou gripe

Como a pesquisa foi feita?

Essa nova pesquisa foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Stanford, Escola de Medicina de Utah e do Instituto do Coração do Centro Médico Intermountain. 

Eles utilizaram informações de 24 hospitais e 215 clínicas, incluindo três estados americanos, Utah, Nevada e Idaho. Tudo associado a um sistema de saúde sem fins lucrativos, chamado de Intermountain Healthcare.

Para entender a possível diferença de resultados entre os quatro tipos sanguíneos (A, B, AB e O), eles tiveram que analisar amostras de 107.796 indivíduos. Nos resultados, eles chegaram a conclusão que não há relação entre os tipos sanguíneos e os casos mais graves da doença.

*Com informações do G1.

LEIA MAIS:

Pacientes com coágulos sanguíneos receberam tratamento incorreto, afirma Johnson

Risco de ter coágulos sanguíneos é maior por covid do que pela vacina

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você