No mínimo 230 pessoas morreram por Covid-19 ou suspeita enquanto esperavam leito na Grande SP

Todas as mortes foram no mês de março. Em todo o estado são mais de 1500 pessoas na fila por uma vaga

Por: Maria de Toledo Leite | 30 março - 16:46

Até esta terça-feira (30), pelo menos 230 pessas com Covid-19 ou suspeita da doença morreram na espera por leitos de UTI na Grande São Paulo. Todas as mortes ocorreram no mês de março, o que quer dizer que 7 pessoas perderam a vida por dia enquanto aguardavam. O levantamento foi feito pelo G1 e pela TV Globo.

Entre os 39 municípios da região, o que obteve maior número de perdas foi Franco da Rocha, com 42 mortes. Nessa mesma cidade, ainda é comum observar pessoas caminhando nas ruas sem usar máscaras. O hospital de campanha de Franco Rocha será ampliado com mais 20 vagas. A ocupação atual dos leitos é de 89%.

Santa Catarina adota protocolo para decidir prioridade na ocupação de UTIs

Três profissionais da saúde mexendo em um equipamento hospitalar

Foto: Marco Santos/Ag. Pará

Segundo as prefeituras e os hospitais locais, na grande maioria dos casos as vagas de UTI foram solicitadas, mas não puderam ser atendidas por causa da alta taxa de ocupação hospitalar.

Estado de SP

No momento, em todo o estado são mais de 1500 pessoas com o coronavírus ou suspeita de tê-lo esperando por um leito de UTI. Só na capital, pelo menos 606 pessoas estão nessa situação.

São Paulo passa por um momento devastador da pandemia, assim como a maioria do resto do país. Nesta terça, o estado bateu o recorde de número de mortes por Covid-19 em 24 horas pela 4ª vez. Com os novos registros, São Paulo somou mais de 73 mil vidas perdidas desde o começo da pandemia.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Chineses doam R$ 1,7 milhão a sindicatos brasileiros para ações contra a covid

Postos de vacinação drive-thru são desativados temporariamente em São Paulo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você