Mundo chega a 3 milhões de mortes por covid-19 em 93 dias, desde os 2 milhões

A marca é atingida com a piora da pandemia na América do Sul, principalmente no Brasil

Por: Murilo Amaral Feijó | 17 abril - 13:48

Neste sábado (17), o mundo chegou à marca de 3 milhões de mortes por covid-19, desde o início da pandemia. O número é atingido com a piora da América do Sul que, puxada pelo Brasil, é a região com o maior número de mortes diárias causadas pelo coronavírus.

Desde a primeira morte por covid-19, o primeiro milhão de vítimas foi atingido em 263 dias. Depois, 2 milhões de mortes foram atingidas em 108 dias. E em 93 dias, o mundo chega a 3 milhões de óbitos.

Cemitério com pessoas ao fundo

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A primeira marca, 1 milhão de vítimas do vírus, foi atingida no momento em que a Europa passava por uma nova onda de casos da doença. Depois do primeiro milhão de mortes, diversos países adotaram medidas de restrição severas para controlar a disseminação do coronavírus.

O segundo milhão de mortes por covid-19 no mundo foi atingido logo no começo de 2021. Em janeiro, a Europa passava por uma aceleração no número de vítimas, por conta da nova variante do coronavírus que surgiu no Reino Unido. Os Estados Unidos também, na época, alavancou o número de mortes diárias no mundo.

Hoje, o terceiro milhão é registrado durante uma queda no número de mortes diárias nos EUA, que aceleraram o ritmo de vacinação, e na Europa, que adotou medidas restritivas mais severas. Porém, a América do Sul e a Ásia confirmaram um número crescente de vítimas por dia, desde o final de fevereiro.

  • 1ª morte: 09/01/2020
  • 1 milhão de mortes: 28/09/2020 (263 dias desde a 1ª morte)
  • 2 milhões de mortes: 14/01/2021 (108 dias desde o 1º milhão)
  • 3 milhões de mortes 17/04/2021 (93 dias desde o 2º milhão)

Em números absolutos, a Europa é o continente mais afetado pela pandemia de covid-19. No total, já são mais de 972 mil óbitos causados pela doença, 32,3% do número total de mortes no mundo. Logo atrás da Europa, estão a América do Norte, com 830 mil vítimas (27,6% do total no mundo), e a América do Sul, com 615 mil óbitos por coronavírus (20,4%).

Proporcionalmente, a América do Sul é a região mais afetada pela pandemia, com 1.419 óbitos a cada 1 milhão de habitantes.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Rio de Janeiro: Fila por leito de UTI de Covid volta a crescer após 8 dias

Secretaria de Saúde de São Paulo acusa Kim Kataguiri, Mamãe Falei e Ricardo Mellão de invadirem hospital

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você