Mulher é presa no RJ por suspeita de fazer exame falso de Covid-19 por R$ 200

Polícia estima que 500 pessoas tenham caído no golpe

Por: Marina Correa de Genaro | 25 março - 12:34

Uma mulher foi presa, nesta quarta-feira (24), pela Polícia Civil do Rio de Janeiro suspeita de realizar exames falsos do coronavírus na região metropolitana. Ela foi detida em flagrante, no município de Maricá, após simular um teste de RT-PCR em uma vítima e cobrar R$ 200.

Segundo a polícia, a mulher faz parte de uma quadrilha e se passava por uma funcionária de um laboratório em que já trabalhou. A polícia estima que cerca de 500 pessoas tenham caído no golpe.

Teste Covid-19 PCR

Foto: Prefeitura de Mossoró

A suspeita ia na casa das vítimas, realizada a coleta para exames de sague, testes rápidos e o PCR, e informava o resultado do exame com base nos sintomas indicados pelas vítimas, sem a comprovação de um laboratório.

Os policiais apreenderam equipamentos para testes e coletas de pacientes.

A mulher suspeita irá responder por estelionato.

Estelionato

O crime de estelionato exige quatro requisitos: 1) obtenção de vantagem ilícita; 2) causar prejuízo a outra pessoa; 3) uso de meio de artimanha; 4) enganar alguém.

O estelionato comum tem pena de 1 a 5 anos de reclusão, punindo quem pratica golpes para obter vantagens.

LEIA MAIS:

Franceses fogem de Paris antes do início de novo lockdown

Juiz da carteirada e impõe que sua mulher seja vacinada no Rio de Janeiro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você