Ministério da Saúde se reúne para decidir sobre kit intubação

Governo se encontrará nesta segunda-feira com empresas para tratar do desabastecimento

Por: Leonardo Fernandes | 22 março - 10:31

O Ministério da Saúde realizará reuniões nesta segunda-feira (22) e amanhã para encaminhar os pedidos dos kit intubação necessários para tratamento nas UTIs Covid. A ação da pasta será tomada em conjunto com a indústria dos medicamentos, para pedir “auxílio efetivo” contra o desabastecimento de materiais necessários nas intubações de pacientes.

Em nota divulgada pelo Ministério, o governo afirmou que está “atento e preocupado com a situação do avanço dos casos de coronavírus no país”, e que tem “atuado em diversas frentes para garantir a assistência necessária a todos os estados e municípios”.

UTIs lotada com pacientes de Covid-19

Ministério da Saúde e Anvisa querem barrar o desabastecimento de equipamentos e medicamentos nas UTIs para casos de Covid-19. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Também foi dito que a aquisição dos medicamentos do chamado kit intubação (IOT) é de responsabilidade dos estados, mas que a Saúde também está monitorando os pedidos por meio da rede do SUS (Sistema Único de Saúde) desde setembro do ano passado.

Na semana passada, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deu abertura para que a indústria possa vender os medicamentos e equipamentos com maior facilidade ao órgão, e assim manter a demanda nas UTIs abastecida nacionalmente. Além disso, estratégias envolvendo compras internacionais de produtos e requisição de estoques extras estão sendo consideradas.

O Brasil enfrenta a pior fase da pandemia de coronavírus desde o início da proliferação no país. Já são mais de 294 mil mortes até a última contagem, e quase 12 milhões de casos. Redes de UTI em diversas regiões brasileiras entraram em estado de colapso.

Leia mais notícias:

Em São Paulo, 11% da população foi vacinada contra Covid-19

UE fará reunião de cúpula virtualmente para discutir aumento de casos de covid-19

Confira os últimos acontecimentos no estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você