Ministério da Saúde muda sistema de contagem de óbitos e número despenca

A mudança fez com que o registro de óbitos de São Paulo caísse para 281

Por: Bianca Antunes | 24 março - 16:40

O Ministério da Saúde fez mudanças em seus critérios para registrar óbitos pela covid-19 e fez os números despencarem. A pasta passou a exigir informações como CPF, número do cartão nacional do SUS (CNS) e a nacionalidade de pacientes com covid-19.

A mudança fez com que o registro de óbitos de São Paulo caísse para 281 nas últimas 24 horas. Antes da troca, o número registrado era de 1.021, recorde no estado.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo enviou ao ministério um ofício nesta quarta-feira (24) questionando a mudança no Sivep. O Sivep-Gripe é o sistema oficial em que todas as novas hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) devem ser notificadas. Desde o início da pandemia, ele passou a ser usado também como a fonte oficial das mortes confirmadas por covid-19.

O secretário de Saúde Jean Gorinchteyn disse que o sistema foi “burocratizado” sem aviso prévio, o que impediu que cidades da região conseguissem registrar corretamente. Segundo Gorinchteyn, a mudança abrupta não permitiu que “as prefeituras tivessem um período de transição”.

LEIA MAIS:

Em momento mais crítico da pandemia, São Paulo completa 1 ano em quarentena

Sintomas da covid-19 são mais persistentes em mulheres entre 40 e 50 anos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você