Minas Gerais deve permanecer com “onda roxa” até abril

O estado tem 714 pacientes esperando por vaga na UTI e sofre com falta de "kits intubação"

Por: Maria de Toledo Leite | 24 março - 20:31

Segundo Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Bacheretti, por causa da alta ocupação hospitalar no estado, a “onda roxa”, do programa Minas Consciente, irá se estender até dia 4 de abril. MG tem, pelo menos, 714 pacientes com Covid-19 esperando por vaga na UTI.

De acordo com Bacharetti, o número de pacientes na fila por leito aumentou 51,9% em três dias. Os pacientes com Covid-19 têm ficado mais tempo nas UTIs e mesmo com a criação de novos leitos, que dobraram desde o início da pandemia, a demanda ainda não foi suprida.

TCU recebe pedido para investigar governo federal sobre o cancelamento de compras de ‘Kit intubação’ em 2020

profissionais da saúde vistos de cima enquanto mexem em estante de remédios

Foto: Marcelo Seabra/Ag. Pará

Além da ocupação hospitalar, outro problema enfrentado pelo estado é a falta de “kits intubação”, que acabaram na terça-feira (23). Segundo o Ministério da Saúde, novos insumos serão entregues para todos os estados em necessidade até a próxima segunda-feira (26), sendo assim distribuídos imediatamente aos hospitais. Bacheretti também falou sobre a dificuldade de hospitais para obter cilindros de oxigênio.

O Secretário também afirmou que a “onda roxa” só terá efeito prático dentro de 15 a 21 dias, sendo que para a redução de óbitos teriam que se passar cerca de 30 dias.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Anvisa cria painel para monitorar a gestão do oxigênio na pandemia

Mesmo sem acabar, março já é o mês mais letal desde o começo da pandemia no Brasil

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você