Mais de mil cidades no país têm dificuldades no abastecimento de oxigênio

Os gestores de saúde das cidades relatam risco de desabastecimento nos próximos dias

Por: Bianca Antunes | 08 abril - 17:26

Ao menos 1.068 municípios relataram preocupação com o estoque de cilindros de oxigênio. Os gestores de saúde das cidades relatam risco de desabastecimento nos próximos dias se o fornecimento não for acertado e a curva de casos de covid-19 se mantiver alta.

Os dados são do levantamento feito pelo pelo Conasems, conselho que reúne secretários municipais de Saúde. Segundo o órgão, o total de cidades com esse problema pode ser maior, pois nem todos responderam ao questionário.

Unicamp fornece oxigênio para o estado de SP

Foto: Reprodução/Pixabay

A principal preocupação é a dependência de cilindros de oxigênio, apontado por 87% dos municípios como pendente. O oxigênio medicinal tem a maior dificuldade de fornecimento entre as dependências.

O levantamento começou a ser feito nas duas últimas semanas de março, e terminou nesta quinta-feira (6). Foram 2.411 os municípios que enviaram dados.

LEIA MAIS:

Compra de vacina por empresas: líderes acreditam que adiar a análise do projeto no Senado seria o ideal

Metroviários de São Paulo anunciam greve sanitária no próximo dia 20/4

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você