Letalidade da covid-19 é três vezes maior para motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo

Os trabalhadores também se preocupam com o risco de levar a doença para a família

Por: Bianca Antunes | 15 abril - 15:57

A letalidade da covid-19 entre motoristas e cobradores de ônibus na cidade de São Paulo é três vezes maior do que a média geral. Entre os profissionais, já foram registradas 131 mortes pela doença, com letalidade de 9,5%.

A letalidade média na capital é de 3,3%. Porém, esses trabalhadores se expõem todos os dias ao contato intenso com a população, e consequentemente com o vírus. Sem nenhuma medida de proteção mais intensa, os trabalhadores também se preocupam com o risco de levar a doença para a família.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A distância mínima recomendada pelas autoridades sanitárias é de um metro e meio entre os passageiros. Entretanto, os especialistas estimam que a ocupação de um transporte público em São Paulo no horário de pico é de até nove pessoas por metro quadrado.

Estudos ainda alertam para o risco de conversar dentro do vagão, já que uma pessoa infectada pode emitir partículas de vírus que permanecem no ar por até duas horas.

*Com informações do R7

LEIA MAIS:

Queiroga diz que Ministério da Saúde vai receber nesta quinta (15) insumos para o ‘kit intubação’

Diretor da OMS diz que ‘o mundo inteiro tem visto o sofrimento do Brasil’

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você