Laudo do IML revela que lesões no rosto de Henry foram causadas por unhas

O documento reitera que Henry não morreu em um acidente doméstico, como alega a mãe e o padrasto

Por: Bianca Antunes | 23 abril - 16:47

O lado complementar de necropsia, do Instituto Médico Legal (IML) traz novos detalhes sobre a perícia feita no corpo de Henry Borel. A análise revela que as lesões no rosto foram provocadas por unhas após a morte do menino.

“As lesões na região nasal e infra orbital esquerda assinaladas com número 1 no esquema em anexo são compatíveis com escoriações causadas por unha”, diz um trecho do documento, obtido pela CNN.

Foto: Reprodução/Instagram

O laudo diz que eram “três escoriações, com cerca de quatro milímetros cada, do lado esquerdo da região nasal, com pouca reação inflamatória”. O documento reitera que Henry não morreu em um acidente doméstico, como alega a mãe e o padrasto.

Monique Medeiros e Dr. Jairinho alegam que Henry teria caído da cama. Sobre isso, o documento diz que “a quantidade de lesões externas e internas observadas em diferentes regiões do corpo não pode ser proveniente de uma queda livre ocorrida no interior de um apartamento”.

A análise sustenta que as causas da morte foram hemorragia interna e laceração hepática, provocada por ação contundente. Além disso, o laudo reitera que Henry chegou ao hospital já sem vida.

LEIA TAMBÉM:

Jairinho seguirá em isolamento após passar por atendimento psiquiátrico

Caso Henry: Polícia analisa laudo e adia conclusão do inquérito

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: