Justiça de São Paulo mantém suspensão de ‘carnaval digital’ de Covas

O festival foi criado pela prefeitura para promover apresentações de carnaval de forma virtual

Por: Bianca Antunes | 13 abril - 17:28

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou recurso da gestão Bruno Covas (PSDB) que pedia liberação do festival ‘Tô me guardando’.

O festival foi criado pela prefeitura para promover apresentações de carnaval de forma virtual, por conta da pandemia.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

O evento foi suspenso pela Justiça ainda em fevereiro, a pedido de Rubinho Nunes (Patriota). O vereador contestou a realização do festival alegando violação aos princípios administrativos e não contemplar licitação no processo.

LEIA TAMBÉM:

“Os hospitais não estão preparados para novos casos, não é o momento de abrir tudo”, segundo infectologista sobre fim da fase emergencial em SP

São Paulo quer vacinar pessoas com mais de 60 anos até o fim de abril

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você