Instituto Butantan analisa resultados da vacinação em massa em Serrana (SP)

O experimento, que contou com a participação de 28 mil voluntários, terminou em 11 de abril

Por: Caroline Ripani | 26 abril - 12:35

O Instituto Butantan dá início nesta segunda-feira (26) à análise dos resultados da vacinação em massa contra o novo coronavírus ocorrida em Serrana, cidade do interior paulista. Os primeiros dados serão revelados em maio.

Nomeado “Projeto S”, o experimento terminou em 11 de abril e tinha como objetivo estudar a eficácia da vacinação em massa com a CoronaVac na diminuição das taxas de transmissão da covid-19.

Butantan deve mudar bula da CoronaVac

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

Com a etapa de imunização concluída, o estudo agora analisa se a aplicação de doses em cerca de 28 mil voluntários surtiu efeito para impedir a proliferação do vírus.

De acordo com pesquisadores envolvidos no experimento, os primeiros indicadores da eficiência do Projeto S devem ser as quedas nos óbitos e internações em leitos terapia intensiva pela doença.

“Vamos acompanhar as internações e mortes por covid, que devem ter uma tendência decrescente importante assim que os imunizados tiverem anticorpos. Casos leves não são uma preocupação. Fazemos analogia com a vacina de influenza: não estamos focados em eliminar casos leves, o que queremos é evitar que adoeçam gravemente ou morram”, explicou Ricardo Palacios, diretor-médico de pesquisa clínica do Instituto Butantan e um dos responsáveis pelo estudo.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Prefeitura de SP vai entregar cinco novas miniusinas de oxigênio até sexta-feira (30)

São Paulo registra queda de 26% nas internações de Covid-19 em um mês

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você