Grávidas serão priorizadas em campanha de vacinação contra Covid-19

Em programa, Dr.Fernando Gomes explicou importância de imunizar gestantes e lactantes mesmo sem testes prévios

Por: Sophia Bernardes | 27 abril - 12:27

De acordo com o projeto da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), as gestantes e as puérperas – mulheres que deram à luz há pouco tempo – devem ser consideradas com prioridades na campanha de vacinação contra a Covid, com expectativa de tomarem o imunizante após o grupo de pessoas com mais de 65 anos de idade. A senadora pondera que as mulheres gestantes correm mais risco de desenvolver quadros graves de Covid.

Nesta terça-feira (27) o programa Novo Dia na CNN Brasil, entrevistou o neurocirurgião, Fernando Gomes, que analisou analisou a nota divulgada pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações, recomendando a imunização de gestantes, puérperas e lactantes contra a Covid-19.

Foto: Agência Brasil

Em nota, explica que, mesmo que a segurança e a eficácia não tenha sido comprovada neste grupo, as grávidas já recebem imunizantes de vírus inativado no calendário de vacinação. Por essa razão, as gestantes devem ser  prioridade da vacinação contra a Covid. No Rio de Janeiro, já estão sendo vacinadas grávidas com comorbidades.

“Sabemos que existe um risco, mas durante o período de gravidez e amamentação existe uma fragilidade maior do corpo e temos dados epidemiológicos mostrando a gravidade dos casos e o acometimento das mulheres e bebês por Covid-19”, afirmou Gomes.

“Na população em geral, que já foi testada, a taxa de complicação por vacinação contra o coronavírus é pequena. E existem pessoas que foram vacinadas e estavam grávidas, sem nenhum relato grave complicação. Levando isso em consideração, se assume o risco frente ao benefício maior que é o de vacinar essa população”, explicou o médico.

*Com informações da CNN Brasil

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Ministério da Saúde afirma que, segunda dose deve ser tomada mesmo após o prazo

De acordo com o diretor do Butantan, as entrega de vacinas serão retomadas no dia 3 de maio

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

 

 

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você