Governador do Piauí critica demora na importação da vacina russa Sputnik V

Wellington Dias (PT) atribuiu à Anvisa a lentidão em liberar a licença para importar o imunizante

Por: Caroline Ripani | 25 abril - 14:19

Neste domingo (25), o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que o Brasil não deve receber o lote de abril da vacina russa contra covid, Sputnik V, e atribuiu à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a lentidão em liberar a licença para importar o imunizante.

Segundo Dias, que é presidente do Consórcio Nordeste, a Anvisa faz exigências que não estão registradas em lei. Devido a baixa quantidade de vacinas no país, o Consórcio tenta trazer 66 milhões de doses da Sputnik para o Brasil.

Vacina Sputink V

Foto: Vladimir Gerdo/Agência Brasil

“A Lei prevê que seja apresentado a certificação por uma agência reguladora, entre as 16 ali citadas. E isso foi feito pelos estados”, declarou o governador.

Na última terça-feira (20), o Piauí solicitou ao STF (Supremo Tribunal Federal) autorização para importar doses do imunizante russo. Outros três estados – Amapá, Ceará e Maranhão – também fizeram o mesmo pedido ao órgão. Dos estados, o Ceará, Amapá e o Piauí conseguiram decisão liminar para importar a Sputnik V caso a Anvisa não analise o pedido dentro de 30 dias.

A agência reguladora terminou no último sábado (24), a inspeção em fábricas russas da Sputnik. De acordo com o secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, que esteve na Rússia para a vistoria, “toda a questão de logística de transporte, de entrega e distribuição da vacina” foi resolvida.

Na próxima segunda-feira (26), a Anvisa irá se reunir para analisar os pedidos de importação da Sputnik feitos pelos estados e municípios.

*Com informações da CNN.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Rússia anuncia que Sputnik V tem eficácia de 97,6% contra o coronavírus

Covid: Ministério da Saúde reduz em 31% número de doses de vacina previstas para maio

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você