Funcionários do Senado pedem uma audiência com Pacheco, para melhorar as condições laborais durante a pandemia

Segundo a Associação dos Prestadores de Serviço do Senado Federal (Apresefe), mais de dez pessoas já faleceram pela doença e cerca de 30 foram contaminadas

Por: Larissa Placca | 09 abril - 21:52

Nesta quinta-feira (8), funcionários do Senado Federal protocolaram um documento pedindo medidas de prevenção à covid-19 no ambiente de trabalho.

Segundo a Associação dos Prestadores de Serviço do Senado Federal (Apresefe), mais de dez pessoas já faleceram pela doença e cerca de 30 foram contaminadas.

Funcionários do Senado protocolam documento que pede medidas contra a covid-19 na Casa; Foto: Congresso em Foco/Divulgação

A entidade que representa os terceirizados e comissionados pede uma audiência com o presidente da casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para melhorar as condições laborais.

De acordo com Fernando Assunção, presidente da Apresefe, “Queremos garantias de proteção para todos os funcionários, manutenção dos nossos empregos e a possibilidade de trabalho em home office sem prejuízo nos salários”.

O Senado Federal deixou de divulgar para a imprensa os casos de covid-19 entre os servidores e colaboradores da Casa. O último registro foi em fevereiro deste ano, quando a Casa informou que havia registrado oito casos até o dia nove deste mês.

A Câmara também deixou de divulgar os dados, apenas através da Lei de Acesso à Informação (LAI).

A Apresefe contou 28 demissões de associados durante a pandemia. “Queremos a manutenção dos nossos empregos e que voltem as trabalho todos aqueles que foram demitidos neste momento tão difícil”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Para especialistas alta no preços dos alimentos deve perdurar até a retomada da economia brasileira iniciar

Desmatamento da Amazônia bate recorde em março; número é o maior dos últimos seis anos

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: