Fiocruz espera encerrar mês de abril com 26,6 milhões de vacinas entregues ao PNI

Essa quantidade será atingida com a entrega de um lote de 5 milhões de doses na sexta-feira (23) e de mais 6 milhões de doses do imunizante na semana que vem

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 22 abril - 15:09

Nesta quinta-feira (22) o diretor de Biomanguinhos, Maurício Zuma afirmou que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estima encerrar o mês de abril na próxima semana, com um total de 26,6 milhões de doses da vacina contra o coronavírus da AstraZeneca/Oxford entregues ao Programa Nacional de Imunização (PNI). 

De acordo com o diretor, essa quantidade será atingida com a entrega de um lote de 5 milhões de doses na sexta-feira (23) e de mais 6 milhões de doses do imunizante na semana que vem. 

LEIA TAMBÉM

Estudo faz ligação entre crise respiratória da covid e problemas neurológicos

Em entrevista com jornalistas, Zuma disse que “esse é o cronograma estimado. O cronograma é negociado com o PNI para dizer se vamos conseguir ou não a cada semana […] às vezes a gente consegue até antecipar”. A Fiocruz também estuda formas de enfrentar uma paralisação na produção e consequentemente nas entregas, entre os meses de agosto e setembro – período em que se encerrará o envase com insumo farmacêutico ativo (IFA) importado e começará a produção integral da vacina no Brasil. 

Uma das alternativas analisadas, é a possibilidade de ampliar o intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose do imunizante, atualmente de três meses. No entanto, essa decisão cabe ao PNI

“Pode se valer adicionalmente dessa característica da vacina, que já é uma proteção com primeira dose. Não vai ter o risco de perder a vacinação, porque ela se mantém até hoje por três meses, mas é possível que isso se estenda. Estudos adicionais podem mostrar mais que isso”, afirmou o vice-presidente de produção da fundação, Marco Krieger, no mesmo evento.

Outras alternativas estão sendo estudadas como a importação de mais IFA ou até de doses já prontas para serem entregues no período de suspensão da produção. 

Entregas do imunizante

A Fiocruz já alterou seu cronograma de entrega, atrasando algumas vezes as vacinas contra a Covid-19 ao PNI, e apontou atrasos na chegada do IFA do imunizante, importando da China, e a complexidade do processo de produção e controle de qualidade como responsáveis pelos atrasos. 

Até agora, a Fiocruz entregou ao PNI 14,9 milhões da vacina AstraZeneca, sendo 4 milhões de doses importadas prontas da índia e o restante envasado no Brasil pela própria Fundação.

LEIA MAIS

Ministério envia lote de 3,5 milhões de doses de vacina a estados e DF

Ampliação da vacinação em São Paulo tem garantia do PNI, diz coordenadora do estado

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

 

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você