Fase emergencial tem início em São Paulo nesta segunda-feira

Medida mais restritiva proíbe eventos religiosos e esportivos; estado enfrenta pior fase da pandemia

Por: Leonardo Fernandes | 15 março - 07:19

A fase emergencial adotada pelo governador João Dória (PSDB) começa nesta segunda-feira (15) em São Paulo. A medida engloba o chamado “toque de recolher” entre 20h e 5h, além da proibição de eventos esportivos e religiosos em todo o estado. As aulas presenciais nas escolas também estão suspensas, e estabelecimentos comerciais seguem apenas com drive-thru.

O período mais restritivo do Plano São Paulo permanecerá vigente até o dia 30 de março. Fora o esporte e a organização de missas e cultos, a medida proíbe o uso de parques e praias para aglomerações, e atividades administrativas de formato presencial nas empresas.

Parque do Ibiraupera em São Paulo

Parque do Ibirapuera em São Paulo, na época da flexibilização. Agora, atividades em parques estão proibidas. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Ainda sobre as escolas, o prefeito Bruno Covas pretende manter a suspensão na rede estadual na capital até o início de abril.

A respeito dos serviços essenciais que continuarão abertos, como supermercados, farmácias e afins, estes estabelecimentos funcionarão apenas durante as horas fora do toque de recolher; ou seja, das 5h às 20h.

Retirada de pedidos em restaurantes e atendimento in loco estão inclusos na restrição. Padarias funcionam normalmente, mas sem refeições nos locais. Além do mais, pessoas que circularem pelas ruas das cidades também devem justificar urgência para estarem fora de casa.

Essa fase emergencial surge durante o maior agravamento da pandemia em São Paulo. Nesse sentido, o estado registrou na semana passada mais de 2.500 mortes por Covid-19, com uma média de 364 óbitos diários; somando mais de 63 mil óbitos e 2.195.130 casos no total do último balanço registrado.

Até o momento, o Brasil já soma mais de 11 milhões de mortes por Coronavírus, e 278.ooo mortes.

 

Leia mais notícias

Cotada para substituir Pazuello, Ludhmila Hajjar se encontra com Bolsonaro

AstraZeneca diz não encontrar evidência de coágulos pela vacina contra covid-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você