Estudo mostra que hidroxicloroquina aumenta mortes de pessoas com Covid

Pesquisadores analisaram mais de 10 mil casos envolvendo o uso do medicamento em pessoas infectadas pela doença

Por: Maria de Toledo Leite | 23 abril - 20:51

Um estudo sobre o uso da hidroxicloroquina por pacientes com Covid-19 concluiu que, além de ser ineficaz contra o coronavírus, o remédio pode aumentar a mortalidade dos pacientes infectados.

Publicado na revista científica Nature no último dia 15, o artigo é o mais abrangente sobre o assunto e traz a análise de 28 ensaios clínicos, envolvendo 10.319 pacientes ao redor do mundo.

Foto: Carolina Antunes/PR

A conclusão tida pelos pesquisadores é a de que o tratamento com a hidroxicloroquina foi “associado ao aumento da mortalidade em pacientes com Covid-19”. Além disso, o estudo também mostra que o tratamento com a cloroquina não causou benefícios.

Um dos estudos prévios, o Recovery, que foi analisado pelos autores do artigo publicado na Nature, já havia apontado “nenhum benefício” em relação ao uso dos medicamentos e concluiu que pessoas que tomavam hidroxicloroquina passavam mais tempo internadas no hospital e corriam “maior risco de progressão para ventilação mecânica e/ou morte.”

Após as conclusões do Recovery, a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a desaconselhar o uso do remédio no tratamento de pacientes com Covid-19.

A cloroquina é um medicamento usado para tratar casos de malária, para os quais tem segurança comprovada há décadas. Sua versão com menos efeitos colaterais é a hidroxicloroquina, aprovada para o uso em doenças como lúpus, eritematoso, artrite reumatoide, síndrome de Sjogren e algumas vasculites.

Os medicamentos foram descartados em vários países, como nos Estados Unidos, para serem usados no combate ao coronavírus. Porém, o Ministério da Saúde brasileiro ainda mantém diretrizes que podem ser usadas por médicos para prescrever o tratamento.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ministério da Saúde lançará protocolo de remédio contra a Covid e cogita a Cloroquina

CPI da Covid: investigação deve apurar distribuição de cloroquina e compra de vacinas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: