Em nova etapa da fase de transição em SP serviços reabrem no sábado (24)

Serviços como cinema, teatros, salões de beleza e restaurantes abrem a partir de amanhã, das 11h às 19h

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 23 abril - 13:25

O governo do estado de São Paulo confirmou em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, nesta sexta-feira (23), o retorno de atividades do setor de serviços, como restaurantes, academias e atividades culturais, a partir deste sábado (24), a flexibilização  econômica faz parte de uma nova etapa de transição do Plano SP.

A confirmação foi feita pelo vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia, após o governador João Doria anunciar a fase de transição no dia 16 de abril. 

Governo de São Paulo anuncia queda de óbitos por covid-19 no estado

A partir de amanhã, parques, salões de beleza, cabeleireiros, cinemas, teatros e restaurantes podem funcionar no período das 11h às 19h. As academias estarão abertas das 7h às 11h e das 15h às 19h. Todas as atividades liberadas só podem funcionar com 25% da capacidade. 

O vice-governador anunciou também que o governo vai dar apoio a imunização dos municípios do estado, destinando R$ 33 milhões, que serão aplicados na compra de insumos e pagamentos das equipes de atendimento de vacinação de todas as cidades. 

Em todas as regiões do estado, o toque de recolher vale das 20h às 5h, bem como a recomendação do escalonamento de horário na entrada e saída das atividades do comércio, serviços e indústrias e do regime de teletrabalho às atividades administrativas não essenciais. 

No próximo 1º de maio, o governo de São Paulo divulgará a nova atualização do Plano SP. 

Butanvac

O governo de São Paulo anunciou também que o Instituto Butantan, pediu na manhã de hoje uma solicitação à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o início dos testes da vacina contra a covid-19 Butanvac.

A Butanvac, é a primeira vacina com a proposta de ser fabricada integralmente no Brasil, sem a necessidade de importação de matéria-prima, como ocorre atualmente com outros imunizantes como a Coronavac, fabricada no Butantan. 

Segundo Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, o estudo clínico tem uma duração prevista de 20 semanas, e o público alvo de teste serão pessoas adultas. A partir da 17º semana já é possível receber os resultados de análise primária e com isso solicitar o uso emergencial pela Anvisa. 

LEIA MAIS

São Paulo: Entregadores param hoje e irão bloquear entrada de shoppings

Cidade de São Paulo registra a madrugada mais fria de 2021, com 14,4ºC

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você