Em nota, Anvisa anuncia que empresas aumentaram a produção de oxigênio em 200%

O aumento ocorre após a agência anunciar medidas de simplificação

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 25 março - 16:01

Em nota, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou nesta quinta-feira (25), que empresas aumentaram de 5% a 200% a capacidade de produção e envase de oxigênio medicinal. 

O pronunciamento veio depois da agência anunciar medidas de simplificação para a produção e envase do produto na tentativa de diminuir os casos de desabastecimento no país. Segundo uma informação divulgada pelo Ministério da Saúde, no dia 23, seis estados estão em estado crítico devido à falta dos cilindros. 

Governo de Minas Gerais pede apoio ao Ministério da Saúde para repor oxigênio

Foto: Reprodução/Pixabay

Também no dia 23, terça-feira, a Anvisa disponibilizou  um painel que monitora a produção, a distribuição e o consumo de oxigênio hospitalar no país.

Como medida de emergência, a Anvisa liberou também o uso de oxigênio industrial nos hospitais e novas usinas estão sendo construídas no país, só hoje, a prefeitura do estado de São Paulo anunciou a construção de 19 ‘mini usinas’ para evitar maior desabastecimento. 

Cresce 40% a demanda por oxigênio nos hospitais de São Paulo

Simplificação das medidas 

Na sexta-feira (19), a agência anunciou quatro novas medidas para evitar a falta de estoques de medicamentos, oxigênio e dispositivos médicos utilizados para o tratamento da covid-19.

A primeira medida é relacionada aos remédios necessários para a intubação, os medicamentos, anestésicos e sedativos poderão ser comercializados excepcionalmente apenas com a notificação à Anvisa. 

A agência facilitou também o processo de fármacos injetáveis, assim, a carga do medicamento pode ser transportada às distribuidoras e instituições de saúde enquanto a empresa realiza os testes de controle de qualidade. 

LEIA MAIS

Tomba caminhão que transportava oxigênio na serra de Petrópolis, RJ

Sem reposição de cilindros, cidades de São Paulo têm estoque de oxigênio para até 4 dias

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você