Educadores voltam a ter prioridade para vacinação no Rio de Janeito

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro levou em consideração o Boletim da Fiocruz sobre as internações no Brasil

Por: Maria de Toledo Leite | 10 abril - 23:22

O desembargador Henrique Carlos de Andrade Fiqueira, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), atendeu ao pedido do Governo do Estado e incluiu novamente profissionais da educação e todos os trabalhadores das forças de segurança na lista de prioridade da vacinação contra a Covid-19.

Os dois grupos haviam sido desconsiderados como prioritários na terça-feira (6) por meio de uma liminar que colocava outros grupos à frente desses. O juiz responsável pela decisão disse que iria esperar até que um cronograma concreto fosse divulgado.

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

O presidente do TJ-RJ considerou o Boletim divulgado pela Fiocruz neste sábado (10), que mostrou uma mudança no perfil da pandemia, com mais pessoas jovens sendo contaminadas e internadas com o coronavírus.

O estado de São Paulo também reabriu os postos drive-thru para a vacinação dos profissionais da educação, que começaram a ser vacinados hoje (10) em SP.

Os dados divulgados neste sábado pelo consórcio de veículos de imprensa mostram que 23.077.025 pessoas receberam a primeira dose de imunizante contra a Covid-19 no Brasil (10,90% da população) e 6.978.834 brasileiros receberam a segunda dose (3,30% da população).

Somando todas as doses aplicadas, o Brasil chegou a 30.055.859.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Covid: com média móvel de 3 mil por dia, Brasil ultrapassa 350 mil mortes

Em São Paulo, aulas presenciais serão retomadas na quarta-feira (14)

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você