Doria discute pedido de suspensão do futebol e anuncia decisão na quarta (10)

A suspensão das partidas de futebol no estado foi solicitado por conta da pandemia de covid-19

Por: Larissa Placca | 09 março - 23:45

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), estuda a possibilidade de atender ao pedido do Ministério Público e suspender as partidas de futebol no estado por conta da pandemia de covid-19.

Uma reunião entre representantes da FPF, Federação Paulista de Futebol, do governo estadual e do Ministério Público está marcada para as 10h nesta quarta-feira (10) para definir o assunto. O encontro acontece antes da entrevista coletiva de Doria, na qual a decisão será anunciada.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo), recomendou, nesta terça-feira (9) ao governador Doria a suspensão de eventos esportivos durante a atual fase vermelha, a mais restritiva do plano de controle da pandemia da covid-19.

Entretanto, a Federação Paulista de Futebol, emitiu uma nota se posicionando contra a paralisação, pois afetaria datas do Campeonato Paulista. Segundo a entidade, “não há qualquer argumento científico que sustente a tese de que o futebol profissional gere aumento no número de casos.”

Além disso, o Comunicado da Federação elencou 3 motivos pelos quais consideram válida a continuidade dos jogos. Segundo a FPF:

“(1) O futebol retomou suas atividades seguindo um rigoroso protocolo de saúde, elaborado pelos médicos de todos os clubes e pelo Comitê Médico da FPF. O documento, que vem sendo seguido à risca durante todo este período, foi aprovado pelo Centro de Contingência do Coronavírus do Governo do Estado, órgão composto pelas maiores referências médicas no combate à Covid-19. O protocolo foi, inclusive, aprovado pelo Ministério Público de São Paulo e pelo Ministério Público do Trabalho, representados em audiência de mediação pré-judicial para o retorno do futebol, em junho. Elogiado por todos os especialistas, o documento veta acesso do público aos estádios, estabelece testes recorrentes aos profissionais dos clubes e limita a quantidade de pessoas envolvidas na organização, fazendo das partidas locais seguros;

(2) A recomendação vai na contramão do combate à Covid-19 no mundo, como em países que realizaram rigorosos lockdowns em meio à segunda onda e mantiveram o futebol profissional em atividade. Nações como Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos, mesmo com medidas extremamente restritivas à população, seguiram com suas ligas em atividade, sob o correto conceito técnico de que os jogos de futebol não são, sob nenhuma hipótese, locais que sugerem qualquer tipo de contaminação. E, além disso, o futebol é um importante entretenimento à população neste trágico momento que vivemos;

(3) O futebol paulista, por meio da Federação Paulista de Futebol e dos clubes, tem sido um meio fundamental para a educação e conscientização da população sobre o combate à Covid-19. Lançamos antes do início do Campeonato Paulista a primeira campanha de enfrentamento à Covid-19 do futebol no Brasil: o Vacina FC. Trata-se de um movimento da FPF e de todos os clubes que incentiva a população a se vacinar, orienta e combate a desinformação, além de propagar informações sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar o contágio.”

LEIA MAIS NOTÍCIAS

PSDB quer antecipar prévias para escolha de candidato às eleições presidenciais de 2022 e pressiona Doria

Cinco cidades da Grande SP têm 100% de ocupação nos leitos de UTI para pacientes com Covid-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você