De acordo com a OMS, Opas vai comprar medicamentos de ‘kit intubação’ para o Brasil

Mariângela Simão, vice-diretora da OMS, diz que momento da organização é de convergência com autoridades brasileiras

Por: Sophia Bernardes | 19 abril - 12:32

Nesta segunda-feira (19), vice-diretora geral da área de Medicamentos, Vacinas e Produtos Farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Simão deu entrevista à CNN Rádio, e afirmou que a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) vai comprar medicamentos que compõem o chamado “kit intubação” para o Brasil.

Ainda não há detalhes da quantidade ou previsão de data de entrega dos insumos, mas a entidade trabalha para que os remédios cheguem ao país o mais rapidamente possível, segundo a vice-diretora. “A Opas, o escritório da OMS no Brasil, está fazendo a compra de medicamentos emergenciais para aliviar a situação de alguns serviços de saúde no país”, completou Mariângela.

Foto: Diego Vara/Agência Brasil

Muita regiões do país sofrem com os desabastecimento de medicamentos essenciais para a intubação de pacientes com Covid-19. (Leia a matéria completa)

Um grupo de empresários fez uma doação de 2,3 milhões de medicamentos ao Ministério da Saúde, que chegou na última semana ao Brasil e iniciou a distribuição neste final de semana.

Estados recebem mais medicamentos do ‘kit covid’ do que do ‘kit intubação’

SP: mais de 60% das unidades municipais de saúde têm estoque zerado de “kit intubação”

Relação da OMS com o Brasil

De acordo com a análise da Mariângela, sempre houve apoio da organização ao Brasil, mas o momento atual é de convergência com as autoridades políticas brasileiras, como com Marcelo Queiroga, o novo ministro da saúde.

“Há extrema boa vontade da OMS de continuar oferecendo suporte ao Brasil, com um apoio concreto também por meio de insumos, apoio à produção local, liberação de vacinas e tudo mais”, afirmou Mariângela.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

São Paulo: Secretária aponta que as internações por Covid-19 caíram 25% após fase emergencial

Kit intubação: Preço dos remédios tem aumento de até 894%, diz estudo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você