CoronaVac é eficaz contra variante de Manaus, mostram dados do Butantan

A variante de Manaus é apontada como mais transmissível do que cepas anteriores do coronavírus

Por: Bianca Antunes | 08 março - 17:00

A vacina contra covid-19 do laboratório chinês Sinovac, a CoronaVac, se mostrou eficaz contra a variante de Manaus do coronavírus, segundo estudos preliminares do Instituto Butantan. O estudo ainda será ampliado para a obtenção de mais dados.

Segundo declaração de uma fonte à Reuters, o estudo foi feito por meio do exame de amostras de sangue retiradas de pessoas vacinadas com a CoronaVac e testadas contra a variante de Manaus, e os dados preliminares indicam que o imunizante foi eficaz contra a cepa.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

LEIA MAIS:

SP inicia vacinação em idosos de 75 e 76 anos em 15 de março

Fiocruz inicia produção em massa da vacina Oxford/AstraZeneca

A variante P1 do coronavírus, originada em Manaus, é apontada com mais transmissível do que cepas anteriores. Além disso, a variante é vista como um dos fatores que levaram recrudescimento da pandemia no Brasil. Anteriormente, o presidente do Butantan, Dimas Covas, apontou que a CoronaVac teve resultados positivos em testes feitos contra a variantes britânica e sul-africana.

Oxford/AstraZeneca

A vacina Oxford/AstraZeneca, utilizada no programa de imunização brasileiro junto a CoronaVac, também parece ter uma resposta positiva em dados preliminares contra a variante. Os resultados detalhados ainda não foram divulgados, mas a eficácia foi confirmada à Reuters por fontes envolvidas no estudo. Ao que tudo indica, não será necessário fazer adaptações à vacina.

 

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você