Coquetel aprovado para uso emergencial pode reduzir em até 70% as hospitalizações e mortes

O custo do composto é um possível impedimento para o uso amplo no Brasil

Por: Bianca Antunes | 21 abril - 13:11

Em entrevista à CNN, o gerente-geral de medicamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Gustavo Mendes, afirma que a agência espera que o coquetel contra a covid-19 aprovado nesta terça-feira (20) possa eduzir significativamente o índice de internações e mortes.

O coquetel aprovado por unanimidade é composto por dois remédios, casirivimabe e imdevimabe. O composto, da farmacêutica Roche, já é utilizado nos Estados Unidos, e agora tem autorização para uso emergencial no Brasil.

Prédio da anvisa

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“A gente chama de anticorpo monoclonal ou produzido em célula, diferente do produzido por uma vacina ou vírus. A ideia deste medicamento é inserir esses anticorpos, que impedem o vírus de entrar na célula e se propagar, em pacientes no início da doença, até 10 dias do início dos sintomas, tendo uma redução de 70% nas hospitalizações e das mortes”, afirma.

O gerente ainda afirmou que esse não é o único possível remédio em análise pela Anvisa. “A gente aprovou mais de 80 pesquisas regulatórias desde o começo da pandemia, temos esperança que à medida que esses estudos mostrem resultados interessantes, tenhamos novas aprovações”.

Ele ainda admitiu que o custo do coquetel é um possível impedimento para o uso amplo no Brasil. “O preço não é regulado pela Anvisa, a câmara de Medicamentos é que define. A questão do preço do acesso é um desafio a ser superado”.

“É mais uma alternativa para o enfrentamento da Covid-19, diferente do Remdesivir, pois é  administrado em dose única no começo do diagnóstico. Hoje sabemos que o risco é baixo, sem efeitos adversos relatados, mas a empresa terá de concluir os estudos para submeter o registro”, concluiu Mendes.

*Com informações da CNN

LEIA TAMBÉM:

Queiroga diz que Ministério da Saúde está estudando viabilidade do uso do coquetel contra covid-19

Coquetel de anticorpos previne infecção sintomática da covid-19, diz Regeneron

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você