Consórcio de municípios que compra vacinas da Covid quer de ajuda internacional

Grupo quer usar força política para receber ajuda internacional durante a situação difícil de compra de vacinas

Por: Maria de Toledo Leite | 22 março - 20:01

O cenário para compra de mais doses fica cada vez mais difícil. Assim, o consórcio de municípios pela compra de vacinas contra a Covid-19 quer procurar ajuda internacional para melhorar o Plano Nacional de Imunização (PNI).

Para isso, segundo Jonas Donizette, o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o grupo vai fazer um apelo, mostrando que o Brasil tem um grande impacto em como a pandemia se comporta mundialmente, que o país não é algo separado. Um exemplo disso é a variante brasileira, que já surgiu em Nova Iorque e na Dinamarca.

Homens em frente a avião com doses de vacina providenciadas pela Covax

Foto: UNICEF

O Brasil enfrenta o momento mais delicado da pandemia, batendo recordes de números de mortes e casos todos os dias. A epidemiologista Carla Domingues diz ainda que o Brasil é um dos últimos países na fila da compra de vacinas. Por isso, a procura por ajuda internacional é positiva.

A profissional apontou que uma estratégia efetiva seria usar a força política dos municípios para acelerar a entrega de mais vacinas pela Covax Facility, além de tentar buscar doses em países com sobra delas, como os Estados Unidos.

Confira o cronograma completo de entrega de vacinas contra a covid

Covax Facility:

A Covax Facility é uma aliança global com mais de 150 países, criada com o objetivo de acelerar o desenvolvimento e a distribuição das vacinas contra a Covid-19. O acordo do Brasil com o consórcio prevê 42 milhões de doses.

Ela é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi) e da Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (Cepi), em parceira com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Consórcio de Municípios:

Depois do STF autorizar que estados e municípios comprem e distribuam doses de vacinas, caso o governo federal não cumpra o Plano Nacional de Imunização ou caso as doses previstas no documento sejam insuficientes, foi criado o consórcio municipal. Ele é coordenado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e teve um total de 1.703 prefeituras inscritas.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ministério da Saúde libera aplicação imediata de primeira dose com vacinas armazenadas

Uso de ivermectina para combater covid-19 é desaconselhado por Agência Europeia de Medicamentos

Butantan entrega 1 milhão de doses da CoronaVac nesta segunda

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você