Conheça os principais testes de covid-19 e entenda o diferente funcionamento de cada um

Veja qual o melhor teste de covid-19 para distintos casos

Por: Bianca Antunes | 12 abril - 18:27

Não é novidade que a testagem é fundamental para o controle da pandemia de covid-19. Mais de uma vez a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a principal medida de enfrentamento da disseminação do novo coronavírus é “testar maciçamente a população”.

Para identificar a presença do vírus ou testar a imunidade, existem diferentes tipos de testes disponíveis. São variados graus de sensibilidade e finalidade, cada um com sua particularidade em relação à necessidade do paciente. Entenda, então, quais são os principais tipos de testes contra covid-19 existentes:

Foto: Leopoldo Silva/Agência Brasil

RT-PCR

Considerado o mais comum para o diagnóstico de covid-19, esse tipo de teste detecta a presença do material genético do Sars-Cov-2 na amostra do paciente.

Como é feito: o material é colhido no nariz e garganta por meio do swab, conhecido como uma espécie de cotonete. A análise é feita a partir da secreção respiratória.

Quando fazer: o ideal é fazer na primeira semana de sintomas, sem ultrapassar 12 dias. Isso porque é nesse período em que a carga viral está mais elevada.

Confiabilidade: o exame tem confiabilidade de 90% e raramente apresenta um falso positivo.

Tempo de resultado: os laudos costumam sair em até dois dias

POCT-PCR

O teste é muito semelhante ao RT-PCR, com o mesmo tipo de coleta e mesmo método de análise – é igualmente capaz de detectar o material genético do vírus. Sua diferente é o resultado mais rápido.

Como é feito: o material é colhido no nariz e garganta por meio do swab. A análise é feita a partir da secreção respiratória.

Quando fazer: o ideal é fazer na primeira semana de sintomas, sem ultrapassar 12 dias. Isso porque é nesse período em que a carga viral está mais elevada.

Confiabilidade: o exame tem confiabilidade de 90% e raramente apresenta um falso positivo.

Tempo de resultado: cerca de uma hora

Sorologia

O teste de sorologia, diferentemente dos anteriores, não detecta a presença de vírus, mas sim a presença de anticorpos. Esse teste identifica quem já teve contato com o Sars-Cov-2 ou quem já teve a doença.

Os sorológicos detectam a presença dos anticorpos da classe das imunoglobulinas. A IgA e IgM aparecem mais rápido, em geral em torno de dez dias após a infecção. Já IgG são chamados de memória tardia, pois aparecem quando a exposição ocorreu há mais tempo, cerca de 15 dias.

Como é feito: o material é o sangue venoso, que é coletado e analisado em laboratório.

Quando fazer: a amostra de sangue deve ser coletada após sete dos sintomas, preferencialmente após 14 dias.

Confiabilidade: o exame tem sensibilidade menor para identificar o vírus ativo, principalmente se for feito logo no início dos sintomas.

Tempo de resultado: cerca de um dia.

Teste rápido

O teste recebe esse nome pois o resultado correspondem a uma alteração de cor quando o sangue entra em contato com o reagente. Seu nome técnico é imunocromatografia de fluxo lateral.

Como é feito: a amostra de sangue é obtida por meio de uma incisão na ponta do dedo, que é colocada em contato com o reagente.

Quando fazer: a indicação é fazer com 8 dias após o início dos sintomas.

Confiabilidade: de acordo com o Ministério da Saúde, a sensibilidade mínima foi de 85%.

Tempo de resultado: cerca de 15 minutos.

Principais dúvidas

Qual a probabilidade do exame dar um resultado errado? 

Cada teste possui características próprias quanto à execução, às precauções, ao limite de detecção e à interpretação dos resultados. No entanto, falsos positivos são raros e na suspeita de um falso negativo, pode ser indicado novo exame. Os resultados do PCR são altamente confiáveis para a detecção do vírus ativo.

É necessário jejum ou algum preparo para realizar os testes?

Não é necessário estar de jejum para a realização dos testes.

Preciso refazer os exames até darem negativo para a doença se eu tive ou estou com covid-19?

Não. Essa indicação de exames negativos ocorre apenas em situações específicas, como em pacientes internados ou para a realização de cirurgias. É indicado ao menos 14 dias de isolamento desde o início dos sintomas.

Onde posso fazer os testes?

Os testes podem ser realizados em um laboratório clínico, posto de coleta ou serviço de saúde pública ambulatorial ou hospitalar. Os testes rápidos também podem ser feitos em farmácias.

Farmácias e drogarias podem comercializar testes para covid-19?

Farmácias e drogarias não podem vender testes para covid-19, pois os testes não se destinam a uso leigo. Entretanto, a farmácia ou drogaria devidamente licenciada para a prestação de serviços de assistência à saúde pode utilizar os testes rápidos para covid-19.

Os testes PCR, sim. Isso porque o material genético do vírus que é analisado não se modifica nas variações.

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Qual máscara usar?

Entenda mais sobre o consórcio Covax, liderado pela OMS

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você