Com ritmo lento, Brasil vacinou 19,4 milhões contra coronavírus desde janeiro

No total, 24.864.037 doses foram aplicadas

Por: Bianca Antunes | 05 abril - 16:27

Neste domingo (4), o Brasil chegou ao total de 19.474.826 pessoas que já receberam pelo menos a primeira aplicação do imunizante no país, o equivalente a 9,2% da população, de acordo com os dados reunidos pelo consórcio de imprensa.

A segunda dose foi aplicada em 5.389.211 pessoas, 2,55% da população do país. No total, 24.864.037 doses foram aplicadas em todo o país.

Ex coordenadora do PNI fala sobre não ser possível acelerar vacinação em abril

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Em números proporcionais, o cenário da campanha de imunização no Brasil não é muito favorável. Segundo dados da Bloomberg, o país é o 46º colocado no ranking de países que mais vacinaram.

A vacinação no país está em compasso lento por conta da insuficiência de doses para iniciar, de fato, uma imunização em massa. Isso porque o Brasil ignorou por meses propostas de farmacêuticas como a Pfizer e a Janssen, e agora está no fim da fila para o recebimento.

Em contratos, o país já tem doses suficientes para imunizar toda a população até o final de 2021, mas com o ritmo atual, estima-se que o controle da doença só ocorrerá em três anos. Das doses recebidas até então, pouco mais de 60% foram efetivamente aplicadas.

O envasamento da matéria-prima da CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca, feito pelo Instituto Butantan e a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), respectivamente, é o que está garantindo a vacinação de grupos prioritários até então. Confira aqui o cronograma de entrega das vacinas.

Vacinados por estado

Total de vacinados por estado, de acordo com dados dos governos reunidos pelo consórcio de imprensa, e o percentual em relação à população do estado:

  • AC: 1ª dose – 49.729 (5,56%); 2ª dose – 12.396 (1,39%)
  • AL: 1ª dose – 269.221 (8,03%); 2ª dose – 65.590 (1,96%)
  • AM: 1ª dose – 439.884 (10,45%); 2ª dose – 133.157 (3,16%)
  • AP: 1ª dose – 68.386 (7,82%); 2ª dose – 16.634 (1,93%)
  • BA: 1ª dose – 1.715.592 (11,49%); 2ª dose – 332.610 (2,23%)
  • CE: 1ª dose – 874.319 (9,52%); 2ª dose – 227.594 (2,48%)
  • DF: 1ª dose – 303.535 (9,94); 2ª dose – 81.364 (2,66%)
  • ES: 1ª dose – 375.413 (9,24%); 2ª dose – 94.062 (2,31%)
  • GO: 1ª dose – 487.180 (6,85%); 2ª dose – 128.973 (1,79%)
  • MA: 1º dose – 429.076 (6,03%); 2ª dose – 119.589 (1,68%)
  • MG: 1ª dose – 1.737.750 (8,16%); 2ª dose – 560.090 (2,63%)
  • MS: 1ª dose – 345.452 (12,30%); 2ª dose – 98.727 (3,51%)
  • MT: 1ª dose – 197.521 (5,60%); 2ª dose – 67.477 (1,91%)
  • PA: 1ª dose – 679.182 (7,82%); 2ª dose – 142.523 (1,64%)
  • PB: 1ª dose – 422.693 (10,46%); 2ª dose – 98.008 (2,43%)
  • PE: 1ª dose – 893.348 (9,29%); 2ª dose – 246.844 (2,57%)
  • PI: 1ª dose – 276.895 (8,44%) ; 2ª dose – 52.948 (1,61%)
  • PR: 1ª dose – 1.152.914 (10,01%); 2ª dose – 245.035 (2,13%)
  • RJ: 1ª dose – 1.316.104 (7,58%); 2ª dose – 374.909 (2,16%)
  • RN: 1ª dose – 315.743 (8,93%); 2ª dose – 73.015 (2,07%)
  • RO: 1ª dose – 110.742 (6,16%); 2ª dose – 34.107 (1,90%)
  • RR: 1ª dose – 42.927 (6,80%); 2ª dose – 19.497 (3,09%)
  • RS: 1ª dose – 1.260.371 (11,03%); 2ª dose – 310.951 (2,72%)
  • SC: 1ª dose – 608.970 (8,40%); 2ª dose – 146.635 (2,02%)
  • SE: 1ª dose – 197.678 (8,52%); 2ª dose – 52.238 (2,25%)
  • SP: 1ª dose – 4.799.004 (10,37%); 2ª dose – 1.618.191 (3,50%)
  • TO: 1ª dose – 103.730 (6,52%); 2ª dose – 35.851 (2,25%)

LEIA TAMBÉM:

Presidente da Argentina que pegou covid-19 tem caso estável e assintomático

Autoridades de Osaka pedem que o revezamento da tocha olímpica seja cancelado

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você