Cidade de Serrana registra aglomeração após vacinação em massa

A cidade do interior paulista passou por um projeto do Instituto Butatan e da USP para testar a vacinação em massa

Por: Aline Bueno Silvestre | 12 abril - 21:24

Depois de concluir o projeto de vacinação em massa, do Instituto Butantan em parceria com a USP (Universidade de São Paulo), Serrana registrou novas aglomerações pela cidade.

No domingo (11), além das aglomerações pela cidade, muita gente circulava sem máscaras, item essencial no combate à Covid-19. Em alguns bairros, as pessoas se reuniram em mesas para tomar bebidas alcóolicas, sem proteções obrigatórias. No Instagram, a Prefeitura agradeceu a iniciativa do projeto na cidade.

Para Ricardo Palacios, diretor de ensaios clínicos do Instituto Butantan, a quebra das recomendações de isolamento pode prejudicar a análise da pesquisa.

“As pessoas se sentem mais propensas a abandonar a prevenção mesmo com uma única dose, tipo de situação que pode afetar os resultados. Sabemos que as pessoas estão cansadas, mas a gente espera que, até a avaliação dos resultados, as pessoas não relaxem as medidas.”, disse.

O prefeito da cidade, Léo Capitelli (MDB), afirmou que a fiscalização vai ser mais rigorosa. 

O andamento da vacinação em massa na cidade

Com início em 17 de fevereiro, a campanha de vacinação em massa na cidade de Serrana já apresentava resultados no dia 6 de abril. Nessa data, os casos graves de Covid-19 já tinham sido reduzidos. Em 10 dias, 55% dos números foram reduzidos. Leia a matéria completa.

No domingo (11), a cidade registrou apenas uma morte em toda a população imunizada. O índice de mortalidade entre essas pessoas ficou em 0,004%.

LEIA MAIS:

“As pessoas dos grupos prioritários devem dar preferência à vacinação do coronavírus, e depois de 14 dias receber a da gripe”, diz médica

“Já vimos sete semanas consecutivas de aumento de casos”, diz OMS sobre a Covid-19 no mundo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você