Cerca de 16.500 pessoas tomaram doses da vacina contra a covid-19 de fabricantes diferentes

A troca entre vacinas da CoronaVac e da AstraZeneca foi registrada no Datasus

Por: Bianca Antunes | 23 abril - 17:45

Cerca de 16.500 pessoas no Brasil tomaram a primeira dose da vacina contra a covid-19 de um fabricante e a segunda dose de outro. A troca entre vacinas da CoronaVac e da AstraZeneca foi registrada no Datasus e o levantamento foi feito pela Folha de S. Paulo.

Em 14.791 casos, as pessoas tomaram a primeira dose da AstraZeneca e a segunda dose da CoronaVac. Já outras 1.735 pessoas tiveram a situação inversa, primeiro a CoronaVac e depois a AstraZeneca.

Idoso tomando a vacina contra Covid

Foto: Divulgação/Agência Brasil

De cada 10 situações do tipo, 7 aconteceram em profissionais da saúde. As vacinações têm recomendações de uso e tecnologias diferentes, e por isso, o Ministério da Saúde instrui que cada pessoa receba duas doses do mesmo fabricante. Ainda não há estudos que atestem a eficácia da imunização com fabricantes diferentes e nem é possível saber qual a segurança da mistura de imunizantes.

Segunda dose atrasada

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, 270,8 mil pessoas estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 atrasada em São Paulo. A maioria dos atrasos são da CoronaVac, vacina que tem intervalo de 28 dias. A outra vacina aprovada para uso no Brasil, a Oxford/AstraZeneca, possui intervalo de 12 semanas e começou a ser aplicada em todo o estado na terça-feira (20). Leia mais. 

LEIA TAMBÉM:

STF dá 30 dias para Anvisa decidir sobre pedido de importação da vacina Sputnik V por três estados

Sobreviventes da covid-19 têm risco 59% maior de morrer em até seis meses

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você