Butantan envia à Anvisa pedido para teste em humanos da Butanvac

A Butanvac é a primeira vacina com produção 100% brasileira, sem a necessidade de importação de importação de matéria-prima

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 23 abril - 13:10

O governo de São Paulo anunciou em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (23) que o Instituto Butantan, pediu na manhã de hoje uma solicitação à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o início dos testes da vacina contra a covid-19 Butanvac.

No mês de março, o Instituto já havia encaminhado à agência o dossiê do desenvolvimento clínico do imunizante. E agora, encaminha o documento pedindo o início da testagem em humanos.

LEIA TAMBÉM

Covid-19: Mais de 270 mil pessoas estão com a segunda dose da vacina atrasada no estado de SP

A Butanvac, é a primeira vacina com a proposta de ser fabricada integralmente no Brasil, sem a necessidade de importação de matéria-prima, como ocorre atualmente com outros imunizantes como a Coronavac, fabricada no Butantan. 

Dimas Covas, o presidente do Instituto Butantan afirmou que a vacina será produzida de forma rápida e que a produção deve começar em breve, já que a fábrica concluiu a produção da vacina contra a influenza, entregando todas as 80 milhões de doses. “esperamos ter até o mês de junho ou julho, ter produzido pelo menos 40 milhões de doses do imunizante, que por enquanto está aguardando o resultado do estudo clinico”. 

Ainda segundo Covas, o estudo clínico tem uma duração prevista de 20 semanas, e o público alvo de teste serão pessoas adultas. A partir da 17º semana já é possível receber os resultados de análise primária e com isso solicitar o uso emergencial pela Anvisa. 

De acordo com o governo, pela primeira vez, foi registrada uma queda de 23% no número de óbitos. De acordo com o vice-governador, Rodrigo Garcia,  é a primeira vez que os três indicadores estão em queda em todo Estado de São Paulo.

A campanha de vacinação no Brasil

No Brasil, 13% da população já recebeu a primeira dose da vacina, somando 27,9 milhões de brasileiros. Enquanto isso, 11.338.366 receberam a segunda dose, representando 5,35% da população com a imunização completa.

No total, já foram 39.283.518 vacinas aplicadas, somando primeira e segunda dose. Nas últimas 24 horas desta quinta-feira (22), 812.977 pessoas receberam uma dose

LEIA MAIS

SP: Pacientes com câncer reclamam de não estarem no grupo prioritário da vacinação do coronavírus

Vacinação dos 64 anos contra Covid-19 começa hoje na cidade de São Paulo; veja os locais

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo: